Arquivo do mês: maio 2009

Quem ganhou dinheiro com o Pan? (Parte 1)

O site do Ministério do Esporte publicou em 21/05/2009 o texto Jogos Pan-americanos movimentaram a economia do País, atesta pesquisa da Fipe, de Fabiane Schmidt, em apoio à candidatura do Rio à sede dos Jogos Olímpicos de 2016.

O texto baseia-se em um estudo parcial da Fipe (Fundação Instituto de Pesquisa Econômica) sobre os fatídicos Jogos Pan-americanos do Rio em 2007.

Segundo o texto, os estudos da Fipe demonstram que para cada R$ 1 milhão investido pela organização dos Jogos (dinheiro público, investido pela União, Estado, Município e CO-Rio), a economia nacional movimentou R$ 1,879 milhão. Concluindo (em tom de vitória) que, apesar de todas as críticas, “os mais de R$ 3,5 bilhões de aporte dos organizadores induziram a iniciativa privada a injetar outros R$ 6,7 bilhões nas cadeias produtivas relacionadas aos Jogos, provocando movimentação total de R$ 10,2 bilhões [R$3,5 bi público + R$6,7 bi privado] na economia brasileira”.

Os números colocados isoladamente parecem ser positivos, mas se comparados com os publicados neste mesmo Blog (post de 26/01/2009 Impacto econômico da Copa), percebemos que o impacto econômico do Pan foi irrelevante se comparado com as Olimpíadas de Barcelona, onde foram investidos 12,4 bilhões de euros em todo projeto olímpico (entre investimentos públicos, privados e o fundo olímpico do COI – diferente do Pan, que só envolveu dinheiro público), obteve-se um impacto econômico de 34 bilhões de euros (movimentando cerca de 2,7 euros pra cada 1 investido).

No mesmo post trouxemos números sobre a Copa da Alemanha 2006, onde, contando apenas o investimento nos estádios, 1,7 bilhão de euros (21% do orçamento para despesas do evento) obteve-se um retorno (gerado apenas pelos torcedores nos estádios, com compra de ingressos, comida, lembranças, etc) de cerca de 6,5 bilhões de euros.

Isso sem contar que os números do Fipe são questionáveis. Enquanto o texto trabalha com um investimento público de “mais de R$ 3,5 bilhões”, o site Maquina do Esporte, (no texto Fipe avalia “lucro” de 58% com Pan-07 também publicado em 21/05/09), lembra que os números do TCU são bem diferentes: “as esferas públicas gastaram cerca de R$ 4,3 bilhões, segundo o Tribunal de Contas da União (TCU), na organização do evento” mas, “o TCU ainda não concluiu a avaliação do rombo. Provavelmente, a soma deve passar da marca de R$ 5 bilhões”.

(Continuaremos a tratar destes números no próximo post).

Anúncios

Sigilo? (Parte 2)

Após a informação de que o Rio será a sede da final da Copa de 2014, mais uma sede é revelada: segundo reporta o site da ESPN Brasil, Salvador será uma das sedes da Copa em 2014. (reportagem de Fernando Gavini, com redação ESPN.com.br, publicada em 20/05/2009 às 21h34).

Pouco antes da partida entre Vitória e Vasco pela Copa do Brasil (20/05/2009 às 21h30) o Deputado Federal Baiano José Alves Rocha (PR-BA) ligado à diretoria do do Vitória, convocou uma entrevista coletiva onde afirmou que Salvador será uma das sedes da Copa de 2014. O Deputado afirmou que teria recebido a informação de Ricardo Teixeira (presidente da CBF), com quem teria se reunido à tarde em Brasília.

Ainda segundo o Deputado, no dia 31/05/2009, após o jogo Vitória e Grêmio (pelo Campeonato Brasileiro) haverá uma festa no Estádio do Barradão assim que a FIFA fizer o anúncio oficial (a exemplo do que a CBF planeja para o anúncio do Rio de Janeiro).

O fato aumenta as suspeitas de que todas as cidades escolhidas como sede já teriam a informação.

Pra que marcar data de anúncio oficial então?

Sigilo? Ética? Aqui não!

Em mercados organizados, a notícia a seguir poderia levar a uma investigação quanto ao uso indevido de informação privilegiada.

A CVM (Comissão de Valores Mobiliários) por exemplo tipifica em sua instrução nº 31, artigo 9º, o Dever de guardar sigilo acerca da informação privilegiada: Cumpre aos administradores e acionistas controladores guardar sigilo as informações relativas a ato ou fato relevante às quais tenham acesso privilegiado em razão do cargo ou posição que ocupam, até sua comunicação e divulgação ao mercado.

Mas, no “Mercado da bola“, não há regras, portanto, pode tudo!

Apesar da informação anterior, de que a FIFA decidiria sem a influência da CBF sobre quais seriam as sedes da Copa de 2014, e só informaria sua decisão em 31 de maio e, apenas meses mais tarde, quando já tivesse um escritório da FIFA instalado no Brasil seria anunciadas as cidades da abertura e encerramento da Copa, o site da ESPN Brasil reportou em 19/05/2009 que “CBF muda estreia de Adriano no Fla para anunciar Maracanã como palco final da Copa do Mundo-2014, diz colunista” , referindo-se ao colunista d’O Globo Ancelmo Gois.

(Se até um colunista esportivo já tem essas informações, imaginem os investidores, empreiteiras, patrocinadores…)

Informa o site que: A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) vai alterar a data da partida de estreia de Adriano pelo Flamengo, contra o Atlético-PR, do dia 30 para 31 deste mês para que Ricardo Teixeira possa anunciar com pompa que o Maracanã, local do duelo, será o palco da final da Copa do Mundo de 2014.

Segundo Gois, o presidente da CBF aparecerá para transmitir a informação oficial nos telões posicionados no interior do estádio às 15h30, direto de Nassau, nas Bahamas, e depois da partida, válida pelo Campeonato Brasileiro, haverá uma festa de ‘arromba’ no mesmo local. A principio, o confronto estava marcado para as 18h30 do sábado. Caso a informação se confirme, passará para as 16h.

No mesmo momento em que Teixeira fizer a confirmação, deve acontecer também o anúncio das outras 11 cidades-sedes (já que o Rio de Janeiro estaria contemplado) para o Mundial de 2014, a ser disputado no Brasil.

Isso porque é exatamente nesta data que o Comitê Executivo da Fifa estará reunido para deliberar sobre o assunto. A entidade faria o comunicado entre 19 e 20 de março, mas preferiu postergar sua decisão para dois meses à frente por conta do aumento de 10 para 12 o número de municípios a servirem o torneio.

_____________________________________________________

No mesmo dia 19/05/2009, o site oficial da CBF divulgou a nota “Presidente da CBF faz esclarecimento sobre notícia publicada no jornal Diário Catarinense” onde afirma-se que:

O presidente Ricardo Teixeira esclarece que não tem procedimento a notícia publicada pelo jornal “Diário Catarinense” em sua edição desta terça-feira, dia 19 de maio, na coluna Cacau Menezes, com o título “O Furo”, segundo a qual Florianópolis está “fora da Copa de 2014”. (…)

(…)Finalizando, o presidente Ricardo Teixeira reafirma que a escolha das 12 cidades-sedes da Copa do Mundo de 2014, a ser feita no dia 31 de maio, em Nassau, é de responsabilidade da FIFA.

Tal nota foi comentada por Juca Kfouri em seu Blog, em post do dia 20/05/2009. Juca disse: Curiosamente, o presidente não desmente a informação dada, igualmente ontem, pelo colunista de “O Globo”, Ancelmo Gois, sempre, aliás, muito bem informado também sobre as coisas da CBF.